O glaucoma é uma doença relativamente comum, que, se tratada a tempo, pode ser reversível. Porém, você sabe quais as complicações e os riscos decorrentes da doença? Infelizmente, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Por isso, frequentemente, governos e entidades de saúde promovem campanhas de conscientização para alertar sobre a condição.

 

O QUE É O GLAUCOMA?

O glaucoma é a condição em que há a morte das células que enviam a informação visual ao cérebro por vários mecanismos, sendo uma delas o aumento da pressão intraocular.

TIPOS DE GLAUCOMA

O glaucoma se subdivide em quatro tipos, sendo eles:

  • Glaucoma primário de ângulo aberto: é uma condição crônica e o tipo mais comum de glaucoma. Muitas vezes, ele progride e se agrava silenciosamente, sem apresentar sintomas iniciais evidentes. Por essa razão, manter visitas anuais ao oftalmologista é crucial;
  • Glaucoma primário de ângulo fechado crônico: é uma condição crônica, onde episódios leves de fechamento angular causam o aumento da pressão súbita e perda visual progressiva. É necessária uma propensão anatômica para desenvolver o quadro, geralmente mulheres, asiáticos e hipermetropes;
  • Glaucoma de ângulo fechado de  agudo: é uma forma súbita da doença, exigindo cuidados médicos de emergência, podendo levar à perda visual irreversível;
  • Glaucoma congênito: surge devido a uma má-formação que ocorre antes do nascimento, geralmente identificada durante o primeiro ano de vida do bebê;
  • Glaucoma secundário: ocorre devido a outras condições internas ou externas do olho, como o uso prolongado e/ou excessivo de certos medicamentos, como os corticosteróides.

EXISTEM FATORES QUE AMPLIAM A PROBABILIDADE PARA DESENVOLVER GLAUCOMA?

Afinal, existem fatores que podem aumentar a possibilidade de desenvolver glaucoma? A resposta é sim. Entre os fatores principais, estão:

  • Idade acima de 40 anos;
  • Uso prolongado de medicamentos à base de corticoide;
  • Traumas ou doenças oculares, como descolamento de retina, inflamações e catarata, dentre entre outros;
  • Histórico familiar de glaucoma;
  • Afrodescendência: indivíduos negros tendem a desenvolver o glaucoma numa idade inferior à média e a probabilidade de ser afetada é quatro vezes maior em relação à pessoas brancas.

SINTOMAS DO GLAUCOMA

O glaucoma faz parte do grupo das doenças chamadas silenciosas, ou seja, apresenta um princípio assintomático. Assim, os principais sintomas que tendem a aparecer, somente quando a patologia já está mais desenvolvida:

  • Perda gradual da visão periférica;
  • Dor forte e súbita em um dos olhos;
  • Visão embaçada ou com a impressão de ser pior do que antes;
  • Olhos vermelhos e inchados;
  • Náuseas e vômitos;
  • Dores na testa;
  • Lacrimação;
  • Sensibilidade à luz;
  • Nebulosidade na parte frontal do olho;
  • Aumento de um olho ou de ambos os olhos.

SOLUÇÕES

O glaucoma é uma doença preocupante por não ter cura,  e ser assintomático. Por outro lado, felizmente, possui tratamento que pode ser feito com o uso de colírios, e, para aqueles que desejam não usar colírios, pela Trabeculoplastia Seletiva a Laser (SLT).

Em razão de sua gravidade, é de suma importância o acompanhamento através de consultas anuais, uma vez que o diagnóstico precoce previne complicações com a adoção mais assertiva e rápida de um tratamento adequado.

Efeitos da quimioterapia sobre os olhos e a visão

Está com alguma dúvida? Envie sua pergunta para que possamos te ajudar.

Leia também

  • Doenças OcularesSaúde Ocular
    Jovem Malaio quase perde a visão, passou por transplante de córnea e alertou sobre perigo de coçar ou esfregar os olhos
    Alerta sobre perigo escondido em hábito comum! Saiba como um ato simples pode levar à cegueira e como se proteger.
    saiba mais
  • CuidadosNeurovisãoSaúde OcularTratamentos
    Autistas podem ter sensibilidade extrema à luz
    Entenda como o transtorno impacta a visão e saiba como ajudar.
    saiba mais
  • CuidadosSaúde Ocular
    Acidentes de trânsito podem levar à perda irreversível da visão
    A negligência no trânsito ceifa vidas e deixa sequelas graves. Lesões oculares são frequentes e podem levar à cegueira irreversível. Saiba como se proteger!
    saiba mais

Quer receber mais conteúdo? Assine!

Marque sua consulta!